Notícias
Início : 
16/06/2009 (5425 leituras)
Hospital Modelo em Cubatão será reestruturado

Hospital Modelo de Cubatão

O hospital deve ter novo gerenciamento no segundo semestre

Até o final de julho, a Prefeitura de Cubatão pretende assinar contrato com a nova empresa que assumirá os serviços do Hospital Dr. Luiz Camargo da Fonseca e Silva, o antigo Hospital Modelo, na Vila Santa Rosa. Segundo o secretário municipal de Saúde, Vandejacson Bezerra de Andrade, o futuro gestor terá como tarefa fazer "uma profunda reestruturação" da unidade, com medidas como a introdução de um serviço de hemodiálise, uma ala para queimados e equipamentos e instalações mais modernos.

O Modelo é o único hospital da Cidade que atende pacientes do SUS. Até 6 de julho, organizações sociais (OSs) sem fins lucrativos podem retirar o edital com a descrição das novas atividades, que incluem o gerenciamento do Programa Saúde da Família (PSF). Propostas das empresas interessadas serão recebidas até 13 de julho.

Segundo Andrade, o novo contrato de publicização ­ sistema pelo qual se concede a gestão de um serviço público a uma entidade do terceiro setor, ou seja, não governamental e que não vise lucro ­ será o caminho para se organizar o que ele chama de Complexo Hospitalar de Cubatão: um método de trabalho conjunto entre o hospital e os prontos-socorros Central e Infantil. O contrato terá vigência de cinco anos e poderá ser prorrogado.

A Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar (Pró-Saúde), que está à frente do hospital desde 2003, recebe em torno de R$ 2,5 milhões mensais da Prefeitura. O secretário não quis divulgar valores estimados para o futuro contrato, pois "a divulgação de qualquer cifra poderá influenciar o preço final dos serviços".

Apesar de o contrato com a Pró-Saúde poder ter seu prazo estendido, com base na Lei Municipal 2.764, de 2002, o secretário de Saúde justifica que a qualificação de novas OSs "se deu para ampliar as possibilidades de escolha, permitir mais transparência, atualizações e ajustes técnicos ao contrato".

MELHORIAS

Parte das melhorias aguardadas consiste na contratação e no aprimoramento de serviços. Entre eles, os de cirurgias bucomaxilar, dermatológica e torácica.

O Hospital Modelo dispõe, hoje, de 141 leitos, distribuídos em unidades de terapia intensiva (UTIs) para adultos (sete), UTIs infantis e neonatais (sete), maternidade (25), pediatria(nove), clínica médica (58), berçário (5) e de cirurgia (30).


DA REDAÇÃO de A Tribuna - por: RAFAEL MOTTA

 
 

Inclua esta Notícia nas Redes Sociais

Comentários

 

Não serão publicados comentários ofensivos

Enviado por Tópico